18 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
25/05/23 às 17h00 - Atualizado em 8/04/24 às 15h56

Mais de 1,3 mil alunos se formam no 1º ciclo de 2023 do programa RenovaDF

COMPARTILHAR

Após três meses de capacitação profissional e recuperação dos equipamentos públicos do Distrito Federal, os alunos do 1º ciclo de 2023 do programa RenovaDF concluíram a etapa de qualificação e vão para o mercado de trabalho com habilidades básicas de construção civil e formados no curso de auxiliar de manutenção.

Para celebrar o fim desta fase, os 1.305 aprendizes se reuniram no Ginásio de Esportes do Cruzeiro, para a solenidade de formatura. O governador do DF, Ibaneis Rocha, participou da entrega simbólica dos diplomas, ao lado de diversas autoridades.

“Nós temos 65% de mulheres nesse programa. A força feminina que é o grande esteio das famílias da cidade. E nós temos a participação de pessoas que vêm de outro países e que não tiveram oportunidade nos próprios países”, destacou o governador Ibaneis Rocha | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Na cerimônia, o chefe do Executivo local destacou a importância da iniciativa como inserção social, ao qualificar ao mesmo tempo em que oferece uma bolsa auxílio aos participantes durante o curso. “Esse programa tem dado oportunidade para milhares de pessoas do Distrito Federal. A gente tem o orgulho de levar adiante cada um dos seus ciclos, não só pelo que vocês fazem pela cidade, mas pelas oportunidades que vocês levam”, definiu.

Ibaneis aproveitou para dar um conselho aos formandos: “É agarrar as oportunidades e saber que isso é muito importante para dar qualidade de vida para as suas famílias. Tenho certeza que centenas de vocês vão conseguir espaço no mercado de trabalho e vão recomeçar a vida”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes, anunciou: “Todas as pessoas que se formaram aqui serão inseridas no banco de dados de intermediação de trabalho, para que a gente possa ofertar esse cadastro para todas as empresas”. O titular da pasta também disse que o histórico aponta que os recém-formados costumam ter empregabilidade no período de sete meses pós-curso.

Mapa do site Dúvidas frequentes